segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Passado e Presente


Não posso querer controlar o passado.
Ele já foi e eu por vezes nem me lembro...não é justo ser julgado por algo que ficou por lá...
O passado não é nada além de mais um tijolo da minha construção.
Sem ele, correria sério risco de não existir...
Eu decido se vou seguir pro futuro ou se vou ficar...
Decido o meu presente...e se arrepender, muda de novo.
O presente acontece o tempo inteiro, só não espero muito porque senão vira passado.
O passado não e nada...nada a que se deva dar importância.
Foi só um aprendizado....

Uns mudam pra melhor,outros pra pior , outro continuam do mesmo jeito.
Por mais que dê raiva,o passado é sempre passado...


Ufa...já virou passado!

domingo, 30 de outubro de 2011

Causas & Razões





Por que não consigo me livrar disso e de toda essa ansiedade que você provoca?

Já estou ficando sem argumentos pra evitar toda essa baixaria.

Já não tenho mais cara de me olhar no espelho e falar o quanto odeio essa força que me puxa,que deixa todos os meus pensamentos mais desorganizados do que já são.

Só de pensar fico imaginando o seu gosto anestesiante,forte,intenso.Que me faz esquecer das complicações cotidianas,que me transforma,que me faz querer mais .

Sempre que me entrego pra você fico achando que não tenho mais salvação,mas continuo...
Continuo porque não aprendi a dizer não....
Continuo porque preciso de você...
Continuo porque sinto que tudo parece mais fácil se você está em mim...
Correndo pelas minhas veias e me transformando em alguém que eu sempre quis ser...


As pessoas me dizem que eu sou louca,que eu devo evitar os lugares onde eu sei que vai estar... Essas coisas cheias de razão que os amigos dizem...
Me escondo deles,porque eles não merecem ver o que você me causa...

E eu não evito...e volto a me culpar...
Acendo meu cigarro enquanto você se olha no meu espelho, vejo a cena e de novo volto ao início.

Eu te amo! Eu te odeio!
Eu mal posso esperar pra ter você em mim de novo...
São esses pensamento controversos que constroem a nossa relação de amor e ódio...
O ócio me faz querer você...querer até eu conseguir...
Não tenho pra onde correr...
Você já faz parte de mim e eu não quero fazer parte de você...

O dia em que ela partiu...



Ela acordou e me deu um olhar frio, eu temia esse olhar mais que tudo no mundo...
Sua voz mais que o seu olhar desabou sobre mim como uma geleira contrastando com meu sentimento quente e afetuoso...
Não me lembrava da última vez em que tinha visto a frieza naqueles belos olhos.
Ouvia sem acreditar que era você falando...
Essa voz que por tantas vezes disse que eu era tudo no mundo...que dizia o meu nome numa melodia...essa voz agora ,dizia que não me amava mais...que estava tudo acabado entre nós.

A única coisa que eu podia fazer era pensar no porquê de tudo aquilo.Toda aquela  intolerância,demonstrando uma felicidade oculta em me ter nas mãos e em saber como ninguém interferir no meu humor.
Decidir se eu ia sorrir...
se eu ia chorar
se eu ia implorar...

O pior de tudo foi a culpa que eu senti em ouvir tudo aquilo,me senti  realmente culpada por estar ouvindo todas aquelas palavras.
Passei o dia tentando entender...sem mesmo conseguir pensar...
Eu já não era mais o motivo do seu sorriso...
Eu já não era mais o brilho do seu olhar...
Me afoguei em algo que me ajudasse a entorpecer meus sentidos enquanto olhava pro seu motivo em me tratar daquele jeito,eu senti raiva...muita raiva.
A raiva de ser impotente...de não poder mudar sua decisão...
Você bateu a porta e me deixou de fora do seu coração,gritando lá de dentro por que eu ainda estava ali....
Sabe,eu me fiz essa mesma pergunta.
“O que eu estou fazendo aqui?!”
Silenciosamente,enquanto ouvia meu choro e todas as células do meu corpo gritando:
“não me deixe!”

No dia seguinte,tive a certeza de que tinha te perdido...
Quando te olhei partir sem olhar pra trás,correndo pra encontrar seu destino e com ele compartilhar a novidade de que eu já não era mais o motivo do seu sorriso...já não era mais o brilho do seu olhar...

Naquele dia eu morri....
Naquele dia eu me perdi...
E sabe, acho que continuo perdida...
Perdi até a memória pra continuar te amando...até quando acabar...

Desinteresse




Eu chamo e ela não olha...


Agindo como alguém que não sabe amar...
Some de mim...levando consigo minha vontade...

Ela me chama e eu não olho...

Ajo como alguém que não se importa...
Sumo do alcance dos seus olhos só por capricho.

Não sei se quero o papel de coadjuvante na sua peça...
Pode até ser que seja divertido...
Mais uma dose e ela é minha...
Mais uma dose e eu sou sua...

Sua criatividade é cativante...
Mas o meu talento não é suficiente
Não queria que isso virasse uma encenação.

Gosto da loucura dos seus beijos...
Gosto da loucura dos seus atos...
Gosto da loucura dos seus olhos...
Gosto da loucura do seu toque...
Gosto das loucuras que me faz fazer com você...

sábado, 29 de outubro de 2011

Palavras e letras



Ás vezes sinto uma inveja de quem escreve bem...de quem consegue transformar tudo em poesias soltas,simples.

Ainda não sei bem o que eu faço,levo como um desabafo da alma....
Ler o que eu escrevo como contos, cronicas, desabafo ,o que seja...o bom das palavras é que cada um vê aquilo que quer ver,cada um interpreta da maneira que deseja.

Sei que posso fazer o que eu quiser com as palavras,elas são vivas,tomam formas,tem voz própria.
É uma sopa de letrinhas,que satisfaz alguns e a outros deixa com mais fome...a fome de aprender,de querer,de ser capaz de ousar.

Quero me livrar de tudo aquilo que me deixa entediada.Quero me livrar até dessa inveja sadia de querer saber escrever como os grandes.
Aprender a transformar minha dor em alegria,pra que meu próximo se espelhe e saiba que tudo é passageiro.

Quero que seja um alento aos que procuram respostas.
Será muita pretensão querer ser?
Será?

A loucura e o medo.





Não sou louca...só exploro demais todas as minhas possibilidades.
Vivo as perspectivas de um outro mundo,um mundo que pode ser inventado e construído com ideias próprias e letras de músicas.
Amo esse meu mundo e garanto que não sou a única a pensar assim.

Não tenho pretensões,tenho ideias,e elas por vezes me parecem revolucionárias...como uma revolução interior que me impulsiona a querer mais...
Mas,saber o que se quer nesse mundo enorme é uma tarefa um pouco árdua demais...

Dos meus medos eu já não falo mais,tenho medo deles se tornarem realidade...

Tenho medo do vazio e por isso não me entrego a ele...
De todas as noites mal dormidas tiro sempre alguma vantagem,qualquer coisa vira poesia,qualquer dor vira música,toda queda vira aprendizado.
Vivo de esquecer e de me lembrar,todos os dias.
Bloqueio sentimentos sem juízo,não me entrego ao canto da sereia.
Tenho medo de ter medo , e esse medo faz de mim um alguém corajoso,porque não existe coragem se não existe medo.
Isso tudo vira uma vontade de alguma coisa,que por mim,ainda não fala.
É quase como ter fé.Você não sabe se existe,e mesmo assim acredita e continua...

Eu não sou louca,apenas quero viver sem ter medo de não ter coragem!

Pessoas e Posses






É sempre ruim quando um relacionamento acaba...
Ou não né?!
Na maioria das vezes,você se livrou de boa,acredite!

O ruim é quando começa aquela maldita guerrinha particular,uma criancice sem fim,um querendo mostrar pro outro que está muito bem obrigado.

Na minha opinião quem faz isso não merece nenhum tipo de respeito.
Como assim já está bem?
Como assim já está curtindo?

Se uma pessoa foi importante,é claro que vai fazer falta.
Tem que ter um momento de reciclagem antes de qualquer coisa.
Tentar ferir quem te amou e a quem você provavelmente deve ter amado,não é a coisa mais indicada a fazer.
E não é muito bem visto POR NINGUÉM!
Soa como se estivesse com a pessoa contra a vontade ou fazendo um favor.
Ninguém é obrigado a estar com ninguém nem a gostar de ninguém.

E quando essa outra pessoa começa a namorar,por mais que você diga que não liga,ainda consegue ficar incomodado,fazendo comparações maldosas...vejo isso acontecer quase sempre...

Isso não pode ter sido amor e nem passou perto de paixão.
Isso se chama sentimento de posse.
Pelo fato de achar que uma pessoa te pertence, e é por isso que a maioria das pessoas ficam chateadas.
E só por isso...
Nada mais do um sentimento de posse....vazio e mesquinho.

Eu sei do que falo... já fui assim.

Já fiz muita gente triste por ficar somente por pena...
Já fiz muitas apostas com o coração alheio e eu digo com toda a certeza de que não é saudável.

Pessoas são feitas para serem amadas e não usadas!





Não mesmo


Não preciso viver pra entender...


Não preciso ouvir pra sentir...


Não preciso ver pra crer...


Não preciso gritar pra provar...


Não preciso mudar pra ousar...

O tempo e nós




A quentura do seu beijo...


A suavidade do seu toque...


A intensidade do seu suspiro...


Ah....como é bom...
amar simplesmente...
Sem rótulos...sem máscaras...


Ter você nos meus braços...


O encontro dos nossos olhos....


Ah...como é doce ter  você...


Chegadas e partidas...


Tudo faz sentido...
tudo fica mais claro...mais vivo...


É o encontro da minha razão com a sua emoção...
nessa junção,estamos nós...a sós...


Tudo na medida certa...no tempo certo...
Já devo ter dito isso antes...
Mas como é bom amar você...





quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Nunca se apaixone por uma estrela...



Certa vez alguém me disse:

“Jamais se apaixone por uma estrela”

Existem pessoas que vem com o seguinte rótulo :

“Não se apaixone”

E não é que acabamos atraídos justamente por pessoas que ostentam esse tipo de rótulo?
Todo o tipo de conselho cai por terra...toda a sensatez...toda a razão...tudo!

As estrelas são feitas pra serem admiradas.
Não são feitas pra serem tocadas ou presas em uma redoma.
Elas tem que reinar absolutas em um céu de todos.
Seria egoísmo demais prender uma grandeza infinita só por capricho...

Amar uma estrela não é pecado,mas é um luxo que ninguém pode sustentar.
É como a história do pássaro sem vôo...
Se você guarda um pássaro na gaiola,ele não pode mostrar todo o seu esplendor.
Eles são livres... quando batem as asas e simplesmente voam...
Todos devem ir e povoar os tantos céus que existem por aí...
Guardamos coisas e não seres vivos.
As pessoas não são como costumamos tratar...elas tem necessidades... 
a necessidade de ser livre pra poder voltar.

Amar uma estrela é se deixar cegar e se apaixonar sem que isso impeça ela de brilhar.
Mas é impossível não amar uma estrela...

Cuidado com as estrelas...
elas tem o coração muito além do seu alcance...

O que deixamos pra trás?!








Deixei de ser sentimental há muito tempo atrás....
Devo ter cansado de querer que minhas histórias sejam como os contos de fada.
Eles nunca serão.
Cada um tem a história que merece...
O que temos que ter em mente é que felizes para sempre é um erro,ou não.
Devemos parar de pensar que : “Ahhh,com esse vai dar certo!”
Pode dar certo...o caso é que sempre dá,mesmo que tenha dado tudo errado.
Você vai aprender a nunca mais se envolver com o mesmo tipo de pessoa novamente.
O segredo é esse.
Aprender com o erro.
O que deixamos pra lá não tem que ser necessariamente esquecido.


Tive uma semana de descobertas....
Descobri esses dias que só amei uma pessoa de verdade e essa pessoa está em mim de várias maneiras.E descobri que nunca gostei de outras pessoas tanto quanto já jurei um dia.
Curioso isso...o mundo gira e nossas preferencias e exigencias mudam.
O que eu costumava chamar minha atenção antes,hoje eu acho a coisa mais ridícula do mundo.
E por ai vai...
Cuspindo no prato que mal comi?
Pode ser...
Já que fiz tenho que assumir né?!
Mas confesso que sinto vergonha as vezes...é ,vergonha...
Todo mundo deve ter tido isso um dia
Coisa feia de se dizer,mas, é a mais pura verdade.
Não podemos mudar o passado mas, o futuro...

O que nascemos pra ser?






Não é que eu ache que tenha muitas qualidades.
Eu de fato as tenho,e tenho mais ainda...
Não que eu seja convencida,talvez eu seja,mas não é esse o ponto.
O que eu quero dizer é que somos sempre muito críticos conosco e esse senso crítico,se demasiado,nos impede de chegar onde queremos.
Por sermos tão perfeccionistas,perdemos oportunidades e a oportunidade quando perdida não volta a se apresentar.
Sempre achei muito complicado,por ter muitas idéias,organiza-las de maneira concisa é um problema.
Sempre fui muito hiperativa,mas me deixo levar pela falta de vontade e por medo de que as pessoas não aprovem minhas idéias.

Sou preguiçosa mesmo!

Por exemplo,tenho um livro inteiro pronto dentro da minha cabeça,textos,diálogos,personagens,tudo.
Está tudo ao meu alcance,mas sou demasiadamente crítica comigo mesmo,além de ser preguiçosa....

Resumindo,quando pararmos de pensar no que as pessoas vão achar disso ou daquilo,teremos um mundo de gênios.Não cabe a nós achar nada.
Façamos e pronto!
Hoje resolví que vou ser o que eu quero ser.
Resolví que vou fazer tudo aquilo que eu tenho em mente.
Assumir que sou sim uma mente brilhante,e todos deveriam fazer o mesmo.
Qual é o seu talento,vamos lá,assumam!
Não se escondam atrás de uma janela blindada de mentiras.
Vamos começar a ser quem nascemos pra ser.
Não deixem que o meio onde vivemos,molde nossas idéias,nosso modo de viver.
Se alguém diz que não está bom.Ótimo,o próximo pode dizer que é uma obra prima.
Esta é a nossa dádiva!
Podemos coletar diferentes opniões.
Vivemos em um mundo democrático,com tipos diferentes de pessoas.Vivemos onde existem muitas pessoas que pensam iguais a gente,e muitas outras que pensam diferente.Muito diferente...

Hoje eu tomei essa decisão e descobri que não preciso de autorização pra pensar.

Não é maravilhoso?!