domingo, 30 de outubro de 2011

Desinteresse




Eu chamo e ela não olha...


Agindo como alguém que não sabe amar...
Some de mim...levando consigo minha vontade...

Ela me chama e eu não olho...

Ajo como alguém que não se importa...
Sumo do alcance dos seus olhos só por capricho.

Não sei se quero o papel de coadjuvante na sua peça...
Pode até ser que seja divertido...
Mais uma dose e ela é minha...
Mais uma dose e eu sou sua...

Sua criatividade é cativante...
Mas o meu talento não é suficiente
Não queria que isso virasse uma encenação.

Gosto da loucura dos seus beijos...
Gosto da loucura dos seus atos...
Gosto da loucura dos seus olhos...
Gosto da loucura do seu toque...
Gosto das loucuras que me faz fazer com você...

3 comentários:

  1. Algo platônico !! bem minha cara Jú !!

    ResponderExcluir
  2. eike tokante
    eike tapa na cara da sociedade

    ResponderExcluir
  3. gostei do toque sensual que vc deu

    ResponderExcluir